Canaã

À margem do rio, que guarda as lembranças da infância e do Pai, a quem não vê faz anos;  à margem da vida, em um pequeno povoado no sudoeste do Maranhão, Ciço mora. Aos 17 anos, ele ganha algum dinheiro abrindo covas que recebem as vítimas  de conflitos constantes pela terra e pela sobrevivência. Pressionado pelos amigos, pelo tempo e pela própria memória, Ciço se lança em busca de um futuro viável para si e os seus; mas também de um passado que possa apresentar rastros de quem seu Pai é, do quê ele se tornou. Ciço, seus amigos, dezenas de outros trabalhadores de idades e origens distintas, se encontram em Canaã. Uma fazenda encravada no meio da mata, na Amazônia, uma cicatriz que se expande no chão, ao custo da ferida do trabalho escravo. Pouco a pouco, os trabalhadores sentem seus corpos e seus espíritos definharem, e qualquer traço de humanidade, se apagar. Para Ciço, que tem na imagem ambígua do Pai seu maior alento, a fuga pela floresta densa é a única possibilidade de reencontrar-se.

Direção: Clarissa Knoll
Longa-Metragem de Ficção
Em Desenvolvimento